11 de nov de 2014

Na Capital Setores da Lapa e Itaim Paulista recebem novos Pastores

Pastor Elias Camilo assume Setor 3 - Lapa
Pastor Veiga assume Setor 53 - Itaim Paulista

Na foto: Acima: fachada do templo-sede do Setor 3, ao lado
pastor Veiga; abaixo: pastor Elias Camilo ao lado fachada do
templo-sede no Itaim Paulista
Por determinação da diretoria da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Paulo, Ministério do Belém, através de seu presidente, pastor José Wellington Bezerra da Costa, no próximo fim de semana, dois Setores da capital estarão se despedindo de seu atual líder e recebendo um novo Pastor para estar à frente dos trabalhos.

Na sexta-feira, 14 de novembro, no culto que terá inicio as 19:30h, o pastor José Prado Veiga, após 17 anos de profícuo trabalho e dedicação estará sendo substituído na liderança da Igreja e Setor da Lapa pelo pastor Elias Camilo dos Santos. Além de milhares de decisões a Cristo; destacado trabalho de evangelização, ação social e batismo em águas de centenas de novos crentes, dentre as realizações da igreja da Lapa sob a liderança do pastor Veiga, destaca-se a aquisição de uma nova propriedade e a construção do novo templo-sede do Setor que esta em fase de acabamento. A Sede do Setor Lapa está localizada à Rua Ricardo Cavatton, nº. 300, Zona Norte de São Paulo.

Já no domingo, 16 de novembro, na santa ceia do Senhor que tem início as 9h, o pastor Elias Camilo dos Santos, após 10 anos e 6 meses de dedicação a Igreja e Setor de Itaim Paulista, deixa o posto e será apresentado como novo líder do Setor, o pastor José Prado Veiga; Sob a liderança do pastor Camilo o Setor 53 investiu fortemente em missões, batismo de novos crentes e também construiu e inaugurou há 5 anos o seu novo templo-sede. A Sede do Setor 53 esta localizada na Rua Capitão Eugênio de Macedo, nº. 168, Zona Leste da capital Paulista.

Ambas as reuniões de troca serão conduzidas pelo presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e também da AD em São Paulo, pastor José Wellington Bezerra da Costa e deverá reunir centenas de obreiros e membros, visto ao tamanho dos Setores.

Fonte: Assessoria e Imprensa - CONFRADESP